Atitude
Ainda temos muito que falar sobre estupro

Ainda temos muito que falar sobre estupro

Campanha americana traz mulheres dormindo e afirma: se não posso dizer não, não posso dizer sim

Se uma mulher estiver dormindo ou inconsciente não pode falar nada e isso significa que também não pode concordar com qualquer tipo de atividade sexual. Portanto, a menos que a pessoa seja capaz de dizer um ‘sim’ em alto e bom tom, é estupro.

É justamente isso o que uma campanha intitulada Know No (“Conheça o Não”) espera ensinar aos jovens dos Estados Unidos, país em que uma epidemia de violência sexual nos campus universitários continua a seguir em frente. No vídeo, filmado nas ruas de Chicago, atores fingem dormir em diversos pontos da cidade junto a um cartaz com a frase: “Se não posso dizer não, não posso dizer sim”.

If i can't say yes, i can't say no.

Cobra Roth e Stephanie Franke, responsáveis pela campanha idealizada pela agência Marc USA, contaram que a ideia foi baseada no estupro cometido por Brock Turner. O jovem foi condenado a apenas seis meses de prisão por estuprar uma estudante inconsciente da Universidade de Stanford. Ao verem tantas manifestações de pessoas indignadas com a curta sentença recebida pelo estuprador, as duas mulheres pensaram sobre como poderiam fazer algo impactante para ajudar a evitar que este fatos se repitam no futuro. Vale a pena assistir e refletir:

A cantora Lady Gaga, deu voz a canção “Til It Happens To You” tema do documentário “The Hunting Gorund”, sobre jovens abusadas sexualmente nos campus universitários nos estados unidos. Apoiamos a causa e carregamos essa bandeira. Você já pensou nessa campanha feita aqui no Brasil? Que tal?

Inscreva-se na Newsletter do site da Cleo