Atitude
Cantareiros e a solidariedade por meio da música

Cantareiros e a solidariedade por meio da música

Grupo Cantareiros leva música à pacientes de hospitais, asilos e creches.

Levar alegria, bem-estar e afeto para pessoas em necessidade, através do canto em grupo. Contribuir para a humanização dos tratamentos hospitalares, e elevação da auto-estima e da esperança de idosos e crianças em necessidade é o objetivo do projeto social Cantareiros. O grupo iniciou em 2007 com 7 cantores sob a direção de Jules Vandystadt. Os participantes do projeto se reuniram para levar por meio da música, conforto e alegria, em asilos, hospitais, creches e orfanatos. As apresentações ocorriam principalmente no período do natal, no mês de dezembro.

Dez anos depois o grupo conta com aproximadamente 170 cantores e instrumentistas que se apresentam em muitos locais espalhados pelo Rio de Janeiro. As visitas deixarem de ser realizadas somente no período do natal e se estenderam aos demais meses do ano, afinal solidariedade não tem data para acontecer e quanto mais melhor. Dezembro continua sendo uma “maratona natalina”, pois os pedidos de visitas às entidades só cresce, indo à todas as zonas da cidade. Os arranjos diferenciados, a competência musical aplicada nas canções clássicas de natal, músicas brasileiras e estrangeiras destacam a qualidade e preciosismo do trabalho voluntário desse grupo de cantores.

“Enquanto idealizador eu sinto orgulho do projeto, comecei em 2007 com pouco cantores, e é impressionante como ele cresceu em 10 anos, vejo o Cantareiros como meu projeto de vida. Gostaria de ter uma sede, transporte, ter cursos de musicalização para pessoas com necessidades especiais, e espalhar essa marca para outros tipos de assistência sempre com relação à música, pois a premissa nossa é levar a música pra humanizar os tratamentos médicos, os cuidados de idosos e crianças”, ressalta Jules Vandystadt.

Grupo Cantareiros | Cantareiros e a solidariedade por meio da música
Imagem: Acervo Grupo Cantareiros

Com o objetivo de espalhar amor e solidariedade através do canto, para o máximo de pessoas possíveis, dentro e fora do Rio de Janeiro. Para eles, a música como veículo terapêutico de bem-estar e cura, a solidariedade enquanto caminho de humanização e auxílio, o canto como ferramenta de conexão e afeto, e quem dirá ao contrário ao ouvir a primeira nota?!

“Pra esse ano, após a oficialização da Ong, esperamos dar conta das propostas que vem aparecendo e fechar parcerias para e expandir o projeto Cantareiros pra várias cidades do país e até mesmo para fora do Brasil”, pontua Jules Vandystadt.

Ao longo de 10 anos o grupo Cantareiros já realizou mais de 300 visitas, sendo mais de 51 no ano de 2016. Pretendem expandir as atividades do grupo cada vez mais, em âmbito nacional.

O projeto foi indicado ao Prêmio Extraordinários 2014 (Jornal EXTRA) na categoria saúde. A premiação contemplava iniciativas sociais de pequeno porte, mas de largo alcance, que visam melhorar a qualidade de vida da comunidade. A próxima apresentação será no Hemorio, dia 26 de abril, pela manhã. Para saber como colaborar com o projeto e agendar visitas basta acessar o site – Cantareiros.

Inscreva-se na Newsletter do site da Cleo