Atitude

Cleo é Sofia em Meu Nome não é Johnny

O ano era 2008 e Cleo estava no cinema e na TV

E em 2008 também teve a estreia nos cinemas de Meu Nome não é Johnny, dirigido por Mauro Lima, baseado no livro homônimo de Guilherme Fiuza. O filme conta a história verídica de João Guilherme Estrella, traficante de drogas da Zona Sul do Rio nos anos 90. Johnny era inteligente, querido por todos, amigos e familiares, engraçado, levava a vida gastando o dinheiro que ganhava, em festas e drogas. Selton Mello foi escalado para reviver o traficante e Cleo deu vida a Sofia, sua namorada. Esse foi o segundo filme dela, depois de Benjamim (2004).

“É a primeira vez que faço um personagem que está do meu lado, não tinha vivido isso. Mas sempre digo que não queria imitar o João. O livro tinha muitas informações e, além disso, em todo lugar em que eu ia tomar um chope no Rio de Janeiro alguém o conhecia. Ou tinha estudado com ele, ou comprava [drogas] dele. Ouvi muitas histórias e criei o meu João: um cara que entrou numa vida ‘x’ e pagou por isso. Poderia ser qualquer um de nós”, afirma o ator.

Cena de "Meu Nome não é Johnny"
Reprodução da Internet

Durante a preparação para o filme Selton Mello conversou com João Guilherme Estrella para compor seu personagem, Cleo preferiu não conhecer a verdadeira Sofia. ‘Evitei qualquer envolvimento’, disse. E em entrevista da época ela ressaltou a diferença dela com a personagem.

“Não tenho nada a ver com a Sofia. Dei um ar de jovialidade à personagem. Este é um filme que quero mostrar para os meus amigos. E o tipo de filme para a galera assistir, que fala do nosso universo com muita verdade. Para o jovem ver, curtir e pensar também. Fiquei muito satisfeita com o filme”.

Meu Nome não é Johnny foi um sucesso de bilheteria, a linguagem jovem com que o tema foi tratado, sem tabus, aproximou muito os espectadores da história de João, esse jovem classe média alta que durante cinco anos se aventurou pelo tráfico e tornou-se um “rei do tráfico”. Sofia tem um relacionamento bom ele, viagens, festas permeiam a relação do casal. Ela é uma menina divertida e que gosta muito de João. Numa das cenas do filme ele, tipicamente brincalhão chama Sofia de “minha querida perninha roliça”, no momento em que toma o microfone a banda dá o tom e ele canta, à sua maneira, Outra vez, de Roberto Carlos. Não é afinado nem nada, mas há sinceridade no que sentia pela namorada junkie.

Inscreva-se na Newsletter do site da Cleo