Atitude
Dia Mundial do Meio Ambiente

Dia Mundial do Meio Ambiente

Somos agentes ativos no processo de preservação da natureza, por isso devemos preservar o meio ambiente.

Comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente é importante para lembrarmos da necessidade de que nos coloquemos no centro da questão, pois somente por meio de atitudes conscientes poderemos assegurar que menos catástrofes venham a ocorrer. O dia 5 de junho foi escolhido como Dia Mundial do Meio Ambiente, em 1972, durante a Conferência das Nações Unidas (ONU) sobre o Meio Ambiente Humano, em Estocolmo.

Essa data tem como objetivo principal chamar a atenção das comunidades mundiais e cidadãos, para a importância de preservar os recursos naturais, que até então eram considerados infinitos. Na Conferência de Estocolmo, como ficou conhecida, formam propostas novas formas de tratar essas questões envolvendo o meio ambiente. E princípios para a criação de políticas mundiais de preservação.

Bola de vidro refletindo uma árvore | Dia Mundial do Meio Ambiente
Reprodução da Internet

A conscientização sobre as necessidades mundiais relativas a preservação do sistema vem acontecendo há algum tempo, no entanto, é um trabalho constante e gradativo. A maior preocupação ainda são as grandes indústrias, que poluem grande parte do globo terrestre. Para elas, vem sendo estudadas propostas e tratados, alguns já ativos, de redução de poluentes no processo de fabricação de produtos, geração de resíduos e reaproveitamento de materiais antes descartados como inúteis.

Mesmo que tomemos atitudes corretas para melhor conviver em sociedade, como economizar água, energia elétrica, coletar lixo corretamente, entre outras coisas, seria de pouco impacto, ou quase nada, quando comparado aos grandes danos causados pela indústria de carne e lacticinosos, por exemplo. Para a fabricação de um hambúrguer de 114 gramas é utilizado quase 2,500 litros de água. Sendo assim, a produção de um hambúrguer equivale a dois meses de banhos curtos, afirma Kip Andersen, diretor do documentário Cowspiracy: O segredo da Sustentabilidade (2014).

No filme de Kip Andersen e Keegan Kuhn, segundo eles, a pecuária e seus derivados são responsáveis por, pelo menos, 32 mil milhões de toneladas Co² por ano, ou 51% de todas as emissões de gases com efeito estufa em todo o mundo; questões como aquecimento global, economia de água, e mudanças no sistema industrial de produção de carne e laticínios são esmiuçadas promovendo uma visão crítica sobre o assunto “preservação do meio ambiente”. O que nos leva a crer que as medidas a serem tomadas para que de fato preserve-se o sistema hoje existente, vai muito além de pequenas medidas e sim, a necessidade de uma modificação dos hábitos gerais.

Um dos projetos da ONU, estabelecidos para 2030 é eliminar a fome. Mas para que isso aconteça, as mudanças tem de ser feitas na dieta dos habitantes do planeta. Se a produção de carne vermelha consome 11 vezes mais água e polui 5 vezes mais do que a de galinha ou porcos, é preciso adotar uma dieta baseada em plantas. Comer é um ato político, definir o que entra ou não no seu prato, também, e isso pode decidir que rumo o planeta vai tomar.

Uma vaca atrás de uma grade, ao pôr do sol | Dia Mundial do Meio Ambiente
Reprodução da Internet

Muito ainda há para se estudar e debater sobre o meio ambiente, desperdícios, aquecimento global, indústrias e seus projetos de ordem impactante mundialmente. No entanto á valido se manter informado para poder se posicionar criticamente quando o assunto for a preservação do meio ambiente. Para que fique ainda por dentro do assunto e tenha materiais para analisar e discutir, listamos 5 filmes que tratam de forma interessante o assunto:

 

  • Uma verdade inconveniente (2006) – Davis Guggenheim
  • A última hora (2007) – Nadia Conners, Leila Conners
  • A hitória das coisas (2007) – Annie Leonard
  • Ilha das Flores (1999) – Jorge Furtado
  • Cowspiracy: O segredo da Sustentabilidade (2014) – Kip Andersen, keegan Kuhn

 

 

Inscreva-se na Newsletter do site da Cleo