Atitude

Dialogando no escuro

Exposição põe você no lugar de quem não tem visão para vivenciar os sentidos

Dialogando no escuro
Reprodução da internet

Depois de ter passado por 32 países e ter tocado mais de 8 milhões de pessoas a exposição Diálogo no Escuro chega a São Paulo, no Unibes Cultural. Já pensou em se colocar no lugar de um deficiente visual? Já parou para pensar quais as pequenas dificuldades que ele enfrenta no dia a dia? Não? Essa é a proposta da mostra sensorial. O objetivo da exposição é mostrar aos visitantes o mundo sem um dos sentidos que coordena praticamente todas as ações do corpo humano, a visão.

Em Diálogo no Escuro não há quadros expostos, nem obras de artes, a mostra tem como dinâmica explorar quatro salas totalmente escuras, utilizando somente os demais sentidos como o tato, olfato e a audição. Os grupos são divididos em até oito pessoas que serão guiadas por um deficiente visual, passando por experiências, com sons da natureza, das ruas, relevos dos objetos, cheiro de frutas e folhas, trazendo a memória o dia a dia de uma pessoa. A visita dura entre 45 e 60 minutos.

Dialogando no escuro
Reprodução da internet

O mais legal dessa mostra é ser guiado por um deficiente visual e durante toda visitação ter a oportunidade de conversar e fazer perguntas que talvez os visitantes nunca tivessem a oportunidade de fazer. Mais que compreender o que sente um deficiente visual, a experiência interativa tem como objetivo a reflexão para uma vida toda, a importância da compreensão, empatia e solidariedade. Com certeza essa experiência instigante vai mudar a forma que as pessoas enxergam o mundo.

Serviço:

Diálogo no Escuro

Data:
até 3 de dezembro de 2016.
Horário:
segunda, terça, quinta, sexta e sábado das 11h às 18h30, e quarta das 13h às 20h30.
Local:
Unibes Cultural.
End.:
Rua Oscar Freire, 2500 – Jardins – zona Oeste – São Paulo.
Preço:
R$ 24 inteira / R$ 12 meia-entrada.
Tel.:
(11) 3065- 4333
Inscreva-se na Newsletter do site da Cleo