Beleza

Helmut Newton

Sofisticação e erotismo na fotografia de moda

Há quem diga que existe um antes e um depois de Helmut na fotografia de moda. Marcante, sensual, fetichista e provocativo suas imagens rodaram o mundo e expressam até hoje o que há de mais íntimo e sensual. Erótico na medida certa, o fotógrafo desnudava, como ninguém, as modelos na frente de sua lente. As imagens criadas por Newton, com destaque para seu trabalho autoral e junto a “Vogue” francesa, ajudaram a introduzir o nu nas publicações de moda e a definir os padrões de beleza do século 20.

Galeria Helmut Newton
Helmut Newton

Newton teve contato com sua sexualidade desde cedo: seu irmão mais velho o levou ainda pequeno às zonas de prostituição da capital alemã – tais experiências viriam a influenciar fortemente seu trabalho futuro e os estudos do corpo feminino que empreendeu e que alteraram o curso da fotografia moderna.

Na fotografa de Helmut a cantora e compositora Pj Harvey
Helmut Newton

Em 1936, aos 16 anos, Newton conseguiu seu primeiro emprego: assistente da fotógrafa Else Neulander Simon, conhecida profissionalmente como “Yva”. A experiência, no entanto, não durou muito: em 1938, sob pressão do governo antissemita já em vigor na Alemanha, Simon fechou seu estúdio (e, posteriormente, morreu em um campo de concentração) e Newton mudou-se para Singapura, onde trabalhou como fotojornalista por um breve período no “The Strait Times”. Pouco depois, Newton foi para Melbourne, Austrália.

Helmut fotografa a super modelo norte-americana Stefany Seymour
Helmut Newton

Em Paris, Newton e sua esposa se estabeleceram no bairro boêmio do Marais. Na cidade, o fotógrafo conquistou um posto efetivo na “Vogue” francesa e, ocasionalmente, desenvolvia editoriais para a edição britânica da revista, além de colaborar com outras publicações como “Queen”, “Playboy”, “Harper’s Bazaar” e “Elle”.

Fotografia, moda e fetiche

Nos muitos anos em que viveu na França, Newton criou imagens icônicas e aperfeiçoou seu estilo, contribuindo para a introdução de elementos eróticos e fetichistas na indústria da moda, até então relativamente dominada pelo tradicionalismo. Com a introdução de uma percepção única por meio de suas fotografias, Helmut se destacou e criou um universo próprio que serve de referência até os dia atuais. Mulheres seminuas, máscaras, androginia, ostentação, luxo e poder retratam o universo ímpar do fotógrafo. Inúmeras celebridades foram fotografadas por ele sob sua ótica: Catherine Deneuve, Madonna, Cindy Crawford, Charlotte Rampling, Elizabeth Taylor, Donatella Versace, e muitas outras.

Nos anos 80, Newton pode expor mais seu tom erótico e disparou suas lentes sobre o tema lançando uma série de fotos intitulada de Big Nudes, série que marcou o auge de seu estilo erótico-urbano, sustentado com excelentes habilidades técnicas. Período em que também trabalhou em retratos e criações fantásticas.

Retrato de Helmut Newton
Helmut Newton

Com um estilo próprio e marcante, onde suas fotos tem uma marca forte no erotismo com doses de fetichismo e sadomasoquismo. Porém nunca sem perder a classe. Suas fotos são sofisticadas, retrata muito a burguesia aristocrata onde belas e ricas mulheres se liberam em suas fantasias sexuais mais loucas. Em geral as fotos são em p&b e tem todo o clima noir do cinema europeu.

Inscreva-se na Newsletter do site da Cleo