Atitude

Preparando a personagem

Cleo fala do seu processo de construção de personagem para cinema e TV.

A gente vê os filmes e as novelas e se pergunta como é o processo pra chegar lá. Como que faz pra dizer aquilo tudo de texto e criar o personagem que a gente assiste na telinha. Pois é, perguntamos pra Cleo como ela se prepara para encarar um novo trabalho, suas dificuldades e facilidades e o que a move nessa busca. Confere aí!

Site Cleo – O que você sente quando inicia uma novo projeto em TV ou cinema?

Cleo – Primeiro eu me apaixono, depois eu fico no maior cagaço, com muito medo, achando que não vai dar certo e que não sei fazer aquilo, mas junto com isso fico pensando que eu tô me auto sabotando e eu não quero ir por esse caminho. Eu começo a ver que sensações que me causam esses personagens. Circunstâncias da vida que eles se encaixariam ou como eles agiriam e aí músicas que me dão a sensação que eu quero ter em certas cenas dos personagens. Música faz parte do meu processo, mas não é assim tão metódico é algo que vai acontecendo.

Site Cleo – Como você prepara a personagem?

Cleo – Quando tem algum preparador eu sigo o passo a passo dele, e acho ótimo, mas infelizmente eu tenho muita falta de terra no meu mapa astral (risos), tenho zero método. Eu fiz um curso em Los Angeles e aprendi um método muito legal, mas depois desapeguei dele, não sei o que acontece, acho que é falta de disciplina.
Tudo que eu já faço normalmente eu continuo fazendo, obvio que, por exemplo, para Operações Especiais eu ia fazer uma policial, então eu fiquei convivendo com policiais, fazendo treinos físicos, mas era uma coisa muito física. A Tamara no caso, eu não fiz nenhuma preparação especial, eu dirijo muito bem, sempre gostei desse universo. Tenho um jeito físico muito ativo – tipo na cena em que ela pula do balcão foi tranquilo pra mim, não precisei de duble e essas coisas, naturalmente eu escrevo, naturalmente eu ouço muita música, então naturalmente eu coloco aquela energia aquela sensação que eu sinto do personagem no meu dia a dia.

Site Cleo – Qual seu processo para decorar texto?

Cleo – Decoro texto bem fácil, na verdade isso foi uma das técnicas que eu aprendi nesse curso que eu fiz em Los Angeles. É a coisa de decorar texto sem intenção, decorar só o texto como se fosse um robô, uma coisa robotizada, e deixar as emoções. Tentar coisas para botar bem pra fora e errar bastante, mas na hora deixar vir o que vem, isso que é o gostoso, ter o momento ali.

Site Cleo – O tesão como atriz vem de onde?

Cleo – Meu tesão como atriz é loco porque eu fui desenvolvendo ele, eu tinha esse desejo porque eu tenho uma coisa de mudança e de ruptura com coisas, e descoberta de novas coisas e quero vive-las intensamente e depois sair dessa descoberta e ir pra outras, a vida de atriz me permite muito isso, essas mudanças, e isso é muito bom. Tanto nas mudanças físicas de cabelo de roupa, de corpo, quanto através nas mudanças de circunstancias de países, de culturas, de pessoas, de formas de ser, pq acho que a gente pode ser tudo que a gente quiser. Eu gosto porque através dos meus personagens eu posso ser essas coisas e às vezes eu consigo trazer isso pra minha vida e eu sinto que eu melhoro como ser humano, fico com menos preconceito, fico mais humana cada vez mais. Eu gosto disso. Meu ascendente em peixes, eu acho, que tem essa coisa muito mutante, de se transformar em várias coisas, e como atriz isso é uma puta válvula de escape pra mim.

Inscreva-se na Newsletter do site da Cleo