Francis contra o crime e o machismo

A primeira imagem associada às mulheres é a de beleza, feminilidade e sensualidade: Cléo não perdeu nada disso para dar vida a Francis, policial de um intenso batalhão no longa Operações Especiais, lançado em 2015. Sua personagem, além de bela, educada e, a princípio, delicada, mostra-se uma policial durona, forte e corajosa ao longo da trama, que conta a história de um grupo de policiais enviados a uma fictícia cidade no interior do Rio de Janeiro para combater o crime local.

Reprodução: Internet

Francis trabalhava na recepção de um hotel quando sofreu um assalto a mão armada. Com alguns problemas pessoais e após o trauma vivido, decide prestar um concurso para a polícia. Aprovada, o drama de Francis se intensifica quando ela é chamada para uma operação especial no interior do estado, mesmo sem treinamento adequado. O grupo é enviado para São Judas do Livramento, cidade invadida por bandidos que fugiram durante a ocupação do Complexo do Alemão. A partir desse momento, a personagem se vê diante dois problemas: superar os próprios medos para sobreviver na força-tarefa e lidar com o machismo de colegas de trabalho, que não reconhecem a capacidade de uma mulher para o cargo.

O filme traz uma importante reflexão sobre a posição das mulheres na sociedade, e a personagem de Cleo é uma demonstração clara da capacidade feminina em qualquer profissão. A história de Francis, inclusive, foi escrita para ser apenas uma participação especial a pedido da própria Cleo, mas traz um debate tão necessário que tornou-se trama central. Confira abaixo comentários da equipe sobre a produção:

Apesar de apaixonada por armas, Cleo passou por uma intensa preparação física para dar vida a Francis. Foram duas semanas de acompanhamento com policiais da Academia de Polícia Civíl (Acadepol), além de treinamento de tiro e aula de invasão e progressão. “A parte física exigiu muito de nós. Eu já tinha atirado antes, mas fiz aula de tiro pela primeira vez para o filme”, contou em entrevista ao Diário de Pernambuco. Confira abaixo como foi essa preparação:

Impactante e envolvente, a história de Francis é o que conduz a trama de Operações Especiais, e adiciona ao enredo de justiça, honestidade e luta contra o crime a história de uma mulher ocupando o papel protagonista em um filme de ação. Ao longo do filme é possível observar seu amadurecimento enquanto policial, e sua luta enquanto mulher contra todo o machismo que recebe dentro da profissão. Ela caminha de uma personagem com medo para uma mulher corajosa, e essa superação é a principal mensagem de Francis: mostrar a força que todas as mulheres têm para seguir com seus ideais, mesmo com todo o preconceito e dificuldade. Francis é exemplo de garra.

Inscreva-se na Newsletter do site da Cleo

Entre dois amores

Cleo foi Kátia em O Caçador, vivia um triângulo amoroso com Cauã Reymond e Alejandro Claveaux

Inscreva-se na Newsletter do site da Cleo

Tendência de inverno: Mesh

Direto dos anos 90, a segunda pele voltou com tudo como tendência outono/inverno e pode ser vista nos looks das celebridades e fashionistas. Ela dá um toque sexy ao visual e pode ser usada de formas diferentes, seja mais ajustada ao corpo ou utilizando a transparência em blusas mais soltinhas. A transparência chega para complementar outra tendência, que é a Lingerie à mostra. Fora do país essa trend é chamada de Mesh.

Pode ser uma segunda pele total, um detalhe, um recorte em tule, uma blusa mais folgada, com mangas mais largas, quem sabe bufantes. Tudo pode na transparência que se completa com a lingerie, que pode ser de renda, com recortes, ou até mesmo bem minimalista, vai do estilo de cada uma. A Cleo curte transparência e a gente pode ver ela usando essa trend já faz algum tempo.

Cleo usando transparência

Dicas de looks com segunda pele

    • Pode ser usada com calça jeans de cintura alta, e pode ter lavagens diferenciadas;
    • Você pode escolher vários tipos de segunda pele, desde preta, nude, branca até outras cores, basta dar uma garimpada por aí;
    • Vestidos coloridos e estampados vão super bem com segunda pele preta;
    • Combinar a cor da blusa com lingerie deixa o look sofisticado e sexy na medida;
    • Segunda pele com lingerie cai muito bem com jaquetas, seja de couro, jeans ou até mesmo casacos de pelo;
    • A dica mais importante é respeitar seu estilo próprio e brincar com a tendência.
    • Nos exterior as celebridades tem usado, e muito, esse tipo de combinação, confere aí na nossa galeria quais as famosas que tem seguido a tendência.

Detalhe da segunda pele Mesh usada por Cleo Pires, destacando seu colo

Inscreva-se na Newsletter do site da Cleo

Hora da folia

POR: Carol Souza

Mais do que na hora de se produzir para a maior festa do ano. Os bloquinhos de rua, sambódromos e todas as festas nessa época do ano, pedem produções leves (por conta do calor, claro), mas nada de roupas caretas, porque estilizar faz parte.

Então, inspire-se nas propostas que vão se destacar esse ano e embarque na folia com estilo.

Sereismo

O mood sereia aparece com força total! Aposte nos tons em azul, rosa e amarelo cintilante e estampas que remetam ao fundo do mar. Os acessórios não ficam de fora e você pode produzir as coroas para finalizar o look. Tecidos na cintura são bem-vindas! Além de práticas e versáteis.

Fantasia de Sereia
Reprodução da Internet

À la Carmem Miranda

Mais que uma referência, uma inspiração. Um boa maneira de se divertir é criar uma fantasia “brasileiríssima”. Tops coloridos ou bodys são ideais. Pode abusar das frutas para ter um tropicalismo que se faz necessário. Com um lenço, por exemplo, você realiza amarrações com frutas de plástico. Ficará no mood perfeito!

Fantasia à la Carmen
Reprodução da Internet

AINDA DA TEMPO DE TER SUA TSHIRT CLEO PRA CURTIR O CARNAVAL.
PEÇA JÁ A SUA.

Frida, Frida e Frida

Ela não sai de moda! Com uma forte presença, história de vida e personalidade até hoje muitas a homenageiam. As eleitas são as flores, cores e claro make up que não pode faltar! Aquela sobrancelha expressiva para finalizar o style.

Fantasia de Frida
Reprodução de Internet

Viu? Nada difícil transformar em fantasias lúdicas as peças que você tem em casa. Abuse da criatividade. Esse é o segredo e bom carnaval!!!

Inscreva-se na Newsletter do site da Cleo

Cleo

Escolha a musa do Baile da Vogue 2017

Inscreva-se na Newsletter do site da Cleo

Chapéu Panamá

Calor, sol, mar, praias, rios, lagoas, paisagens de verão, dias iluminados, looks leves e claros… junto de tudo isso ele chega como peça chave da estação, o chapéu Panamá. A história desse clássico inicia no século XVI, quando os espanhóis conquistaram o Equador e perceberam que os nativos calçavam chapéus de palha semelhantes as freiras e viúvas na Europa. Esse tipo de touca cobria as orelhas e ombros, chamando-se assim, Toquillas, que deu o nome a “palha toquilla”. O processo químico diferenciado produz o branqueamento da palha e a utilização de uma palha mais grossa para permitir a confecção rápida dos chapéus.

Aproveitando-se do trabalho indígena as toquillas foram substituídas pelo design dos modelos europeus, atingindo a nobreza colonial espanhola. Após a independência do Equador, o empresário Manuel Alfaro estabeleceu uma produção de chapéus em Monticristi e com os negócios em franca expansão aproveitou-se da importância comercial do Panamá e iniciou a exportação para o país. Em pouco tempo já tinha aberto lojas no Panamá, atraindo atenção de pessoas do mundo inteiro e disseminando a associação dos chapéus equatorianos ao Panamá.

Já pensou que lindo uma #tshirtcleo com um chapéu desses para encarar o verão com estilo? Peça já a sua!

Em Hollywood, na década de 40, popularizou-se o uso dos chapéus Panamá pelas estrelas, tanto fora das telas como também nas produções, como em “E o Vento Levou…” e “Casablanca”. Era comum ver atores, músicos e pessoas da alta sociedade usando um chapéu do modelo Panamá.

Cleo e Piny

De acessório masculino para o guarda-roupa feminino foi um pulo. O chapéu Panamá tem sido destaque em diversos desfiles de moda e já conquistou famosas e fashionistas mundo a fora ganhando as ruas. Além do chame ao visual ele dá um toque despojado aos looks e protege o rosto e o dorso em dias ensolarados. Mesmo no inverno e em baixas temperaturas ele pode ser usado com muito estilo, sendo o panamá original ou modificando-o um pouco, mudando o material de que é feito e o formato, se tornando uma inspiração para todas as estações.

Dicas de como usar o Chapéu Panamá

– Não é preciso combinar as cores do seu look por causa do chapéu, ele pode contrastar com as cores e texturas.
– Prender o cabelo em um coque baixo, ou um rabo de cavalo Deixa o visual charmoso, além de refrescar.
– Ele pode ser usado tanto com moda praia quando num look street mais casual.
– Optar por um sapato despojado, uma sapatilha, um chinelo ou sandália suaviza o visual e encaixa muito bem com o chapéu.
– Chapéu Panamá cai bem com vestido, saia, calça, macacão, túnicas, saídas de banho, enfim, tudo, basta você se animar e criar um look.

Cleo coque

Dicas de conservação

– Não molhar
– Evitas dobra-lo por mais de 48h.
– Para limpar algumas manchas que ele venha a ter, passe borracha de lápis.
– Mesmo o chapéu não podendo ser molhado ele precisa de umidade para se mantar e conservar a flexibilidade.

Cleo usando chapeu panamá

Inscreva-se na Newsletter do site da Cleo